Transcedência poética da morte

sábado, 7 de março de 2009


Reza a tradição cristã que após Jesus Cristo ter sido crucificado, morto e sepultado, os seus discípulos reuniram-se em uma casa, onde Jesus Cristo apareceu vivo entre eles.

Eles se reuniram por causa de Cristo, em memória de Cristo, para realizar os ensinamentos de Cristo, para continuar a obra de Cristo, para praticar o amor de Cristo, em nome de Cristo.

Eu não tenho dúvidas que Jesus Cristo estava realmente entre eles.

Até hoje nas missas católicas o padre diz: - Que o Senhor esteja convosco.

E os fiéis respondem: - Ele está no meio de nós.

(...)

Até hoje nas cerimônias de diversas escolas budistas, em particular da Soto Zen, os praticantes recitam a tomada de refúgio nas Três Jóias:

- Tomo refúgio no Buddha, tomo refúgio no Dharma, tomo refúgio na Sangha.

Eles reúnem-se por causa do Buddha, em nome do Buddha, para realizar o Dharma de Buddha, para praticar a compaixão do Buddha, para continuar a obra do Buddha, tomando refúgio no Buddha.

Eu não tenho dúvidas que Buddha está verdadeiramente entre eles.

1 comentários:

Juliana Sussetsu disse...

Simples...que texto maravilhoso.
/\Sussetsu